UOL CriançasNovidades - UOL Crianças

Visual do site
  • Picolé
  • Camuflado
  • Neon
  • Jardim
  • Guloseimas
  • Balões

12/03/2010 - 18h11 / Atualizada 12/03/2010 - 18h36

Mito grego de amor entre Eros e Psiquê é recontado em livro infantil

GABRIELA ALBUQUERQUE
Da redação
  • Para recuperar o amor de Eros, Psiquê precisa atender difíceis pedidos feitos por Afrodite

    Para recuperar o amor de Eros, Psiquê precisa atender difíceis pedidos feitos por Afrodite

Há muito tempo, um escritor latino chamado Apuleio escreveu sobre o amor entre uma bela mortal chamada Psiquê e Eros, o deus do amor. Ao longo dos anos, a narrativa já foi encenada no teatro, já foi transformada em esculturas e pinturas. Em 2010, ano em que comemora 30 anos de carreira, a escritora e ilustradora mineira Angela-Lago, colocou a história dentro das páginas de um livro infantil que acaba de lançar.

No livro, tudo começa porque Psiquê, uma princesa tão linda, “que é impossível pintar ou descrever”, era admirada por pessoas de todo o mundo. Muitos vinham de longe apenas para vê-la. 

Um dia, Afrodite, a deusa da beleza, teve ciúmes da menina tão bela e mandou que seu filho Eros, o deus do amor, fizesse com que Psiquê se apaixonasse pelo mais terrível dos seres. Mas assim que Eros vê a bela menina, sabem o que acontece? Ele se apaixona por ela e a partir daí muitas coisas vão acontecer para que eles possam ficar juntos.

Logo na primeira página do livro, o convite à leitura é irrecusável: “Essa história é de encantamento. Traz vida longa e boa sorte a todos que a escutam ou a lêem”. Depois dessa deliciosa profecia, o que fazer senão caminhar página a página? A viagem vale a pena.

Vida de escritora

Ainda criança, lá pelos seus sete anos, Angela já ensaiava seus escritos e desenhava as histórias que criava em pedaços de papel. Apesar do entusiasmo, em entrevista ao UOL Crianças ela contou que o início de sua caminhada pelas letras não foi muito fácil. “Eu tive uma dificuldade muito grande para aprender a ler, eu trocava as letras”, revela.

Mas mesmo assim, a pequena não se deixava intimidar e assinava os textos que escrevia como “Uma Criança Prodígio”. “Pelo visto eu já estava lá escrevendo e ilustrando achando que era o máximo, ou, pelo menos, negando a situação de uma maneira criativa”, ri ao relembrar essa época da vida.

O tempo passou e hoje, com 64 anos, Angela desenvolve seu próprio site (www.angela-lago.com.br), estuda idiomas e violoncelo, que é uma maneira de apurar o ouvido para as diferenças de som. “Continuo uma aprendiz, continuo estudando”, diz.

A iniciativa de recontar às crianças o mito clássico da Psiquê foi da própria autora. “A idéia foi minha e acho que este foi o primeiro conto de encantamento, o primeiro conto de fadas anotado”, disse em entrevista ao UOL Crianças. “Se a gente reparar é igual a história da Bela e a Fera, as referências são muito parecidas ao nosso conto de fadas”, explica.


PSIQUÊ
Idade: a partir de quatro anos
Editora: Cosac Naify
Autor/Ilustrador: Angela-Lago
Páginas: 56

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host