UOL CriançasHistórias - UOL Crianças

Visual do site
  • Picolé
  • Camuflado
  • Neon
  • Jardim
  • Guloseimas
  • Balões

As Lelimpíadas

Versão em flash

Ontem de manhã, a minha mãe e o Dirceu foram levar a minha irmã no médico. Aí quem ficou cuidando de mim foi o meu avô. Ele disse pra mim:

“Não faz bagunça, hein, Lelê. Eu estou de olho em você.”

“Bom, aí, como eu quero participar das Olimpíadas de 2016, eu resolvi que devia treinar. Só que em vez de fazer aquelas provas comuns, eu resolvi inventar umas competições diferentes, uma Lelimpíada.

“SALTO EM DISTÂNCIA NO SOFÁ”
Essa prova é bem legal. A gente vem correndo bem de longe e aí pula no sofá. O chato é que as almofadas são muito fraquinhas.

“ARREMESSO DE BEXIGA DE AR”
Nas Olimpíadas tem uma coisa legal que é quando o pessoal joga umas bolas de ferro bem longe. Mas como eu não tinha bola de ferro em casa, eu peguei umas bexigas de ar. O chato é que elas são muito levinhas e não vão muito longe. Mas aí eu tossi e o meu arremesso ficou ótimo.

“TRAVESSEIRODÔ”
Nas olimpíadas têm um monte de lutas, tipo judô e taecondô, e eu achei que nas Lelimpíadas também tinha que ter uma. Aí eu inventei o travesseirodô. É bem fácil. É só pegar um travesseiro e fazer de conta que ele é um cara, e aí você chuta ele, dá um monte de soco, rola pela cama e no fim levanta ele com as duas mãos em cima da cabeça e joga bem longe.

“25 METROS COM OBSTÁCULOS"
Esse é bem legal. Tem que fazer um caminho bem doido pela casa, colocando umas coisas para atrapalhar. Aí a gente tem que pular cadeira, passar por baixo da mesa, desviar do vaso, rolar na cama, passar por cima de uns brinquedos e, no fim, se jogar no sofá.

“GATISMO”
Nas Olimpíadas tem o hipismo, mas como eu não tenho cavalo, eu inventei o gatismo. Mas não deu muito certo. Então eu fiz de conta que era um gato e pulei. Nas Olimpíadas ia ser mais legal se o homem desse os pulos em vez do cavalo.

“PRIVADOBOL”
O privadobol é quase nem o basquetebol. Eu fiquei o maior bom nisso. Pena que a privada entupiu.

“GINÁSTICA LELÍMPICA”
A ginástica lelímpica tem que ser em cima da cama da minha mãe, porque lá tem espaço e a gente não se machuca. Na ginástica lelímpica a gente tem que pular, ficar de cabeça para baixo, dar cambalhota e fingir que leva um tiro e morre.

Como não tinha mais ninguém competindo, eu ganhei sete medalhas de ouro. Só que quando o meu avô acordou e viu a privada entupida, o sofá no meio da sala, a cama da minha mãe desarrumada e um monte de coisa no chão, ele perguntou:

“Lelê, o que aconteceu aqui?”

“As Lelimpíadas. Ganhei sete medalhas de ouro!”, respondi.

“Poxa, você é bom mesmo. Mas quero ver é se você aguenta a maratona”.

“Que maratona?”

“A maratona de arrumar toda essa bagunça. Pode começar já!”

Aí eu comecei a arrumar a bagunça. Foi o maior chato. Quando eu crescer eu não quero ser maratonista.


 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host