UOL CriançasUOL Crianças
UOL BUSCA
Harry Potter

25/11/2003 - 16h09

"A Ordem da Fênix" é aventura mais triste e tensa de Harry Potter

Da Redação

Reprodução

"Harry Potter e a Ordem da Fênix"
Autora: J. K. Rowling
Tradução: Lia Wyler
Editora: Rocco
704 páginas
Foram três anos para escrever as mais de 700 páginas de "Harry Potter e a Ordem da Fênix". O quinto -e, de acordo com a autora J. K. Rowling, antepenúltimo- livro da série conta a mais tensa, triste e emocionante história de Harry Potter até agora.

Nesta aventura, o menino-bruxo deixa de ser menino. Aos 15 anos, Harry é um adolescente irrequieto, rebelde e resmungão -idêntico a todo garoto de sua idade. Ao mesmo tempo, ele mostra que está crescendo. Em "A Ordem da Fênix", Harry Potter se apaixona e dá seu primeiro beijo.

Como em todas as outras histórias, o mago vai passar as férias com seus tios Dursley. Só que desta vez as aventuras começam antes de seu retorno a Hogwarts. Os Dementadores, temidos guardas da prisão de Azkaban (em torno da qual gira o terceiro livro da série), invadem o mundo dos "trouxas" -como são conhecidos os meros mortais que não possuem poderes mágicos. Harry Potter participa de um combate e acaba se complicando por utilizar seus poderes fora da escola de bruxaria.

Para piorar, ninguém acredita em Harry sobre a volta de Lord Voldemort, o temido bruxo do mal que recupera seus poderes no fim do quarto livro, "Harry Potter e O Cálice de Fogo". Voldemort é o arqui-inimigo de Harry Potter e o responsável pela cicatriz em forma de raio na testa do bruxinho, pois tentou matar Harry quando ele ainda era um bebê. Ainda bem que o garoto estava protegido por um contra-feitiço que transformou Voldemort em pó -mas não o liquidou.

A maior batalha travada por Harry Potter em "A Ordem da Fênix" é ser levado a sério e convencer Hogwarts de que o "Lorde das Trevas" está de volta, mais poderoso do que nunca. Sorte que o diretor da escola, Alvo Dumbledore, e uma parte dos bruxos do bem acreditam nisso e tomam providências, criando a hiper-secreta "Ordem da Fênix", através da qual se organizam para combater Voldemort e seu exército do mal (qualquer semelhança com "Guerra na Estrelas" é mera coincidência).

No entanto, alguns professores e alunos de Hogwarts acham que Dumbledore é louco por acreditar em Harry Potter e em toda essa história da volta do Lorde das Trevas. O Ministro da Magia, que morre de medo de perder seu cargo para o mestre Dumbledore, aproveita essa situação para afastar o diretor de suas funções. Em seu lugar, assume Dolores Umbridge, uma verdadeira ditadora: ela fica o tempo todo baixando atos institucionais que impedem os alunos até de conversar na sala de aula. Obviamente, o rebelde Harry Potter é um dos mais punidos, e vê Hogwarts -único lugar do mundo de que gostava de verdade- se transformar em um local insuportável.

Enquanto isso, arma-se a grande batalha entre os bruxos do bem e os bruxos do mal: a Ordem da Fênix, de Dumbledore, Harry e seus amigos, contra os Comensais da Morte, liderados pelo Lorde das Trevas. Quem está acostumado aos livros de J. K. Rowling sabe que suas passagens de batalhas e aventuras são imperdíveis, e esta guerra não é uma exceção. Prepare-se para muita ação!

Mas, como todo mundo já sabe, a maior expectativa em torno de "A Ordem da Fênix" refere-se à morte de um dos principais personagens. Claro que não vamos dizer quem é. Mas damos uma outra dica: no fim do livro, Dumbledore conta para Harry Potter coisas reveladoras sobre o passado e o futuro do bruxinho. É ler para saber.


ico_indice.gif|[auto]|ÍNDICE DE NOTÍCIAS; ico_imprimir.gif|javascript:printThis()|IMPRIMIR; ico_enviaremail.gif|javascript:document.email.submit()|ENVIE POR EMAIL;
Videos