UOL CriançasNovidades - UOL Crianças

Visual do site
  • Picolé
  • Camuflado
  • Neon
  • Jardim
  • Guloseimas
  • Balões

15/07/2013 - 08h00

Atriz da 1ª versão de "Chiquititas" conta curiosidades dos bastidores

Denise de Almeida
Do UOL, em São Paulo

  • A atriz Aretha Oliveira: (à dir.) em 1999, durante gravação da novela Chiquititas, e em foto atual

    A atriz Aretha Oliveira: (à dir.) em 1999, durante gravação da novela "Chiquititas", e em foto atual

Imagine como é estrelar, ainda criança, um dos programas de TV mais assistidos do seu país. Foi o que aconteceu com os atores mirins escolhidos para o elenco da primeira versão de "Chiquititas", em 1997. Entre eles estava Aretha Oliveira, então com 11 anos. Ela foi escalada para interpretar Pata e permaneceu na novela do começo ao fim, em 2001.

Mais de 15 anos após a estreia da novela, o canal SBT exibe a partir desta segunda-feira (15) a segunda versão de "Chiquititas". Por isso, o UOL Crianças procurou Aretha para saber como foi ficar tão famosa ainda criança, como eram os bastidores e a vida dela fora da telinha, morando em um outro país, já que as gravações eram na Argentina.

Aretha também diz, nesta entrevista exclusiva, que ainda é reconhecida pelo papel, mesmo 12 anos após o fim da novela, conta no que trabalha hoje e dá dicas para os atores mirins que vão estrelar a nova versão de "Chiquititas".

UOL Crianças - Como você começou sua carreira artística? E como surgiu a oportunidade de fazer "Chiquititas"?
Aretha Oliveira - Comecei minha carreira aos 5 anos, com uma novela no SBT chamada "Brasileiras e Brasileiros". Depois disso fiz muitos comerciais, trabalhei no "Papo de Criança" (um quadro de um programa do Gugu), com o Silvio Santos no "Hot Hot Hot". Como já trabalhava na área,  quando surgiu o teste de "Chiquititas" eu tinha 11 anos e para mim foi só mais um teste, até porque não tinha dimensão do que se tratava.

Recebi uma ligação quase 6 meses depois, dizendo que haveria outros testes com a produção da Argentina. Eram aproximadamente 8 crianças para cada personagem . Acho que foram 4 dias de teste e, no último, soube que havia passado e que teria que mudar para Argentina. Uma loucura!

Veja fotos da 1ª versão de "Chiquititas"
Veja Álbum de fotos

UOL Crianças - Pra fazer "Chiquititas" você teve que ir morar na Argentina. Como foi essa mudança pra você? E a adaptação a outro país?
Aretha - O mais difícil foi separar a família, pois viajei com minha mãe e meu pai ficou no Brasil com meu irmão. No começo isso foi difícil para todos, mas depois nos acostumamos e, sempre que possível, minha mãe e eu viajávamos para estar com eles.

A adaptação na Argentina foi fácil, talvez o mais complicado tenha sido a escola no começo, pois era uma escola argentina e não falávamos espanhol. Mas, como eu não estava sozinha na sala, e sim com a Francis Helena (que fazia a personagem Cris na novela), acabávamos rindo das situações mais complicadas. E a verdade é que os argentinos nos receberam muito bem.

UOL Crianças - Como era sua rotina na época da novela? Dava tempo de brincar, como uma criança comum?
Aretha - De manhã ia para escola. Quando saía ia direto para a Telefe (emissora que criou a novela), que era do lado. Geralmente almoçávamos quase todos juntos. Depois disso era se preparar para gravar, maquiagem, camarim, bater o texto etc. Gravávamos aproximadamente 6 horas por dia.

Às vezes dava pra fazer alguma lição da escola entre uma cena e outra. Quando chegava em casa era hora de fazer o resto da lição, estudar o texto do dia seguinte e tudo que uma criança normal faz. Existia muita responsabilidade, mas nunca senti que deixei de ser criança por isso, apenas fui uma criança responsável! (risos)

Eu amava o que fazia, por isso me divertia trabalhando. Nos tempos livres, passeava, conhecia Buenos Aires, saía com a turma, andava de bicicleta, patins, ia em festas dos amigos da escola, cinema, uma vida normal.

  • TV Folha

    Elenco da primeira temporada da novela "Chiquititas"

UOL Crianças - Como eram os bastidores das gravações, com tanta criança junta? Quem eram seus melhores amigos na época?
Aretha - Com todas as delícias e dificuldades de um grupo com tantas crianças que vivem como uma família! Segredos, amores, brigas, risadas... foi uma fase deliciosa, estávamos crescendo em um mundo diferente e só nosso.

Como fiquei do começo ao fim da novela, vi muita gente chegar e muita gente ir embora. Isso foi muito difícil, pois sempre dói mais pra quem fica. Tive grandes amigos: Francis Helena, Fernanda Souza, Mariane Oliva, essas três eu já conhecia do meio (artístico) há mais tempo. Também Xico Abreu, Pierre Bittencourt, Vivian Marques, Ana Olívia, Debora Falabella, entre outros.

UOL Crianças - Em que momento você percebeu que tinha ficado famosa? E o que achava disso?
Aretha - Acho que na primeira viagem que fizemos para o Brasil, depois que a novela estreou, para participar de alguns programas. Foi uma loucura e isso se repetiu em cada viagem. Mas a verdade é que ficávamos pouco tempo no Brasil, menos de uma semana, e essa loucura logo acabava e nossa vida voltava ao normal. Em Buenos Aires éramos pessoas comuns, totalmente desconhecidas, a não ser por alguns fãs brasileiros que viajavam para Argentina apenas para nos conhecer! Eles nos esperavam na porta da emissora. Era lindo!

Outra coisa que chamou a atenção logo no começo foi a quantidade de cartas que recebíamos. Aquilo também me demonstrava a dimensão do trabalho que eu estava participando. Sinceramente acho que ter gravado na Argentina foi algo muito positivo, pois me ajudou a ter essa infância tranquila que muitos acham que não existiu pelo sucesso. O amor que recebia dos fãs era imenso, mas a rotina em relação a isso era tranquila.

UOL Crianças - Na época, além da novela, os atores faziam shows e também estampavam desde álbum de figurinhas até bonecas. Como era isso pra você?
Aretha - Os shows eram um momento mágico. Até porque nós acompanhávamos de perto o elenco das "Chiquititas" argentinas e eu sonhava em fazer um show como o deles. Quando nos contaram que faríamos algo igual no Brasil foi incrível, um dos momentos inesquecíveis da minha vida! Cada show era algo único e muito emocionante.

Em relação aos álbuns, bonecas... não pensava muito nisso, achava divertido, mas nunca enlouqueci com essas coisas. Com certeza minha família me ajudou muito a ter o pé no chão.

  • Arquivo pessoal

    Hoje Aretha mora na Argentina, onde continua trabalhando como atriz

UOL Crianças - As pessoas te chamavam de Pata também ao te ver na rua?
Aretha - Sim, muito, e até hoje acontece! Isso me mostra o sucesso que tivemos. Um tempo atrás aconteceu algo que me impressionou. Estava dirigindo, à noite, com o vidro meio aberto. Do nada, uns rapazes em outro carro começaram a gritar: "Pataaa, você não é a Pata das 'Chiquititas'"? Fiquei pasma, já faz mais de 10 anos (que a novela acabou), à noite, dirigindo, e eles reconheceram... isso me impressiona e demonstra a dimensão do que foi "Chiquititas"!

UOL Crianças - Você participou de todas as temporadas da novela, de 1997 até 2001. Quando começou, sabia que este papel duraria tanto tempo?
Aretha - Não, pensei que era uma novela comum, que duraria aproximadamente 8 meses. Depois descobri que não, mas mesmo assim o meu personagem na versão argentina saiu antes, então achei que não ficaria tanto tempo, (achei) que manteriam a historia original. Mas não foi assim, fiquei do começo ao fim e foram muitas as emoções! (risos)

UOL Crianças - Qual a melhor recordação que você tem desta época?
Aretha - É difícil especificar, o conjunto da obra fez com que fosse um momento tão importante da minha vida. As pessoas incríveis que conheci, o amor pelo país, meu crescimento como atriz, como pessoa, as amizades que ficaram pra sempre, a realização profissional, o reconhecimento dos fãs. Não consigo escolher um momento.

UOL Crianças - E quando terminou a novela, como foi?
Aretha - Foi difícil.  Eu estava muito acostumada com minha vida na Argentina e a mudança foi muito grande. Além do mais, quando você está longe de casa seus amigos passam a ser sua família, então tive que me distanciar de muita gente querida ao mesmo tempo: elenco, produção, amigos argentinos.

UOL Crianças - Você manteve ou mantém contato com alguém do elenco?
Aretha - Sim, com vários. Claro que o contato não é com a mesma frequência de antes, pois já somos adultos e  temos vidas diferentes, mas tenho amigos de verdade, que adoro e sempre que podemos nos falamos ou vemos.

UOL Crianças - No que você trabalha hoje? Quando e por que você voltou a Argentina?
Aretha - Voltei a morar na Argentina quando terminei a faculdade de Rádio e Televisão, 4 anos atrás. Estudei comédia musical, fotografia, dança de salão... e fui ficando. Continuo trabalhando como atriz, também faço locuções, dublagens e alguns trabalhos como fotógrafa. Hoje estou no ar em um canal a cabo, com um programa de humor com mais três atores. A comédia é algo novo para mim, estou gostando muito.

UOL Crianças - Se pudesse dar um conselho para os atores mirins da nova versão de "Chiquititas", o que diria a eles?
Aretha - Eu desejo muita sorte, que vivam esse momento com a mesma alegria e amor com que eu vivi. Se foram escolhidos é porque têm talento e capacidade para participar da novela e fazer um trabalho muito bonito. Não deixem nunca o estudo de lado, se divirtam muito e não se preocupem com a fama, isso é só uma consequência. 

Eu tive a sorte de trabalhar com excelentes atores que me ajudaram muito, sempre que podia prestava atenção em como atuavam, como Gésio Amadeu, Debora Olivieri, Magali Biff, Flávia Monteiro, Imara Reis etc. Eles sempre tinham ótimas dicas, então fiquem atentos nisso, pois assim este trabalho também será uma grande escola.

Veja mais

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host