UOL CriançasNovidades - UOL Crianças

Visual do site
  • Picolé
  • Camuflado
  • Neon
  • Jardim
  • Guloseimas
  • Balões

19/08/2012 - 14h51

Em conversa com crianças, Raí e Gustavo Borges falam de infância e seus livros infantis

Denise de Almeida
Do UOL, em São Paulo

  • Gustavo Borges e Raí, durante a Roda da Folhinha, conversaram com jornalistas e crianças

    Gustavo Borges e Raí, durante a "Roda da Folhinha", conversaram com jornalistas e crianças

Os nomes Raí e Gustavo Borges podem não ser muito conhecidos para as crianças de hoje, mas os dois foram grandes ídolos e fizeram história no futebol e na natação, respectivamente, e hoje são autores de livros infantis.

Os ex-atletas encararam um bate-papo com jornalistas e crianças neste final de semana em São Paulo, onde contaram curiosidades sobre a infância deles e também como foi esta experiência como escritores.

Assista ao vídeo da íntegra do "Roda da Folhinha" com Gustavo Borges e Raí

"A primeira ideia era fazer um livro meio que comestível, que você pudesse comer, brincar, entrar na água, jogar... isso não deu muito certo, talvez o próximo seja assim". É assim que Gustavo Borges apresenta "Tchibum!", seu livro infantil publicado pela Cosac Naify. Apesar de não ser como Gustavo pensou, o livrinho sem palavras fez sucesso e ganhou até um prêmio internacional de ilustração.

Já o ex-jogador Raí teve inspiração em um texto escrito por sua neta Naira para criar o livro "Turma do Infinito". "Eu sempre gostei de contar histórias pra elas (as fihas) e inventar histórias. E pouco a pouco também gostei de escrever coisas curtas. Uma vez eu vi uma redação da minha neta em que o nome de dois personagens eram Filó e Sofia. Eu achei aquela coisa de "filosofia" formada no nome de duas crianças muito instigante. Isso me motivou ainda mais".

Os ex-atletas contaram ainda curiosidades da infância deles, como descobriram o talento para o esporte e responderam perguntas das crianças presentes na plateia. Teve apelos do público para que Raí voltasse a jogar no São Paulo e até perguntas feitas pelos filhos dos esportistas.

Quando os filhos do atletas contaram o que achavam de ter um pai famoso, Noah, 7 - a filha mais nova de Raí, disparou: "De vez em quando atrapalha. Porque às vezes a gente tá comendo e vem um monte de mulher! Já aconteceu de (alguém) por telefone no bolso do meu pai, pra (ele) depois ligar pra elas... mas é legal ter pai famoso porque todo mundo reconhece ele", disse a garota, arrancando risadas de todo o público e convidados.

Veja mais

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host