UOL CriançasNovidades - UOL Crianças

Visual do site
  • Picolé
  • Camuflado
  • Neon
  • Jardim
  • Guloseimas
  • Balões

05/01/2012 - 08h58

Quando eu era criança: Thiaguinho

GABRIELA ALBUQUERQUE
Da Redação

THIAGUINHO tem 28 anos e ficou conhecido no Brasil inteiro quando se tornou vocalista do grupo Exaltasamba. Já começa a dar seus primeiros passos rumo à carreira solo, mas o grupo que o lançou mora no seu coração. Quando sobe no palco, faz a plateia toda dançar e cantar sem parar. Quem o vê em "ação", nem imagina que ele foi uma criança tímida e quieta. Leia a entrevista que fizemos com ele e saiba como foi a infância do cantor.

  • Montagem com fotos AgNews e arquivo pessoal

“Como é mesmo aquela música que fala da lua, mãe?”. Enquanto esperava o ônibus, Jefferson, de 5 anos, queria a todo custo lembrar da letra da música “Tá vendo aquela lua”, do Exaltasamba, que ele adora. Depois que a mãe “soprou” algumas dicas, o menino deslanchou no ritmo e, sorrindo, começou: “tá vendo aquela lua que brilha lá no céu, se você me pedir eu vou buscar só pra te dar...”. A mãe, achando graça, revelou: “É que ele adora o Thiaguinho!”.    

“As crianças tem uma ligação com a minha música que é impressionante”, diz contente Thiaguinho, vocalista do grupo, em entrevista ao UOL Crianças. Já que ele faz sucesso com o público infantil, conversamos com ele para saber suas histórias de infância. Veja só o que ele contou para a gente!

UOL CRIANÇAS: Que tipo de criança você foi?
THIAGUINHO: Eu era uma crianca quieta, nunca fui de muita bagunça. Não dei muito trabalho pra minha mãe e pro meu pai não. Eu tive uma infância tranquila, estudava bastante. Até porque meus pais eram professores e meu pai era o coordenador da escola onde eu estudava.

UOL CRIANÇAS: Ixi, se fizesse bagunça estava frito?
THIAGUINHO: Exatamente! Então tinha que estudar, mas nunca me importei com isso também, sempre gostei.

UOL CRIANÇAS: Qual era sua brincadeira preferida?
THIAGUINHO: Gostava muito de jogar bola. Acho que a única brincadeira que eu gostava mesmo quando era criança era de jogar bola. De manhã, de tarde, na escola, à noite, toda hora. O grande sonho da infância era ser jogador de futebol. Eu sou corinthiano e, na época, meu ídolo era o Viola. (No dia da entrevista, fazia pouco tempo que o Corinthians tinha conquistado o título de campeão brasileiro. Dá para imaginar a animação do Thiaguinho?)

Tive uma infância de criança mesmo. Eu cresci brincando na rua, no interior, em Pontaporã, no Mato Grosso do Sul. Conhecia meu bairro inteiro e a gente era muito unido. As crianças da rua eram todas muito unidas.

UOL CRIANÇAS: Quando começou a se interessar pela música?
THIAGUINHO: Na minha infância eu sempre me envolvi em diversas manifestações artísticas na escola, tanto na música, quanto em fazer teatrinho, escrever poema. Na igreja eu fazia parte do coral das crianças e aí fui crescendo com essa veia musical. O meu pai gosta muito de música e minha mãe era cantora da igreja, então eu fui crescendo ouvindo músicas de que eles gostavam de ouvir, que nem eram musicas de criança.

Uma vez eu pedi de aniversário um CD do Elton John, porque eu gostava da música "Sacrifice". Meu gosto era muito estranho quando eu era criança, era muito engraçado! Aí com 12 anos eu comecei a tocar violão e a musicar meu poemas. Eu fazia algumas poesias e isso aí foi virando música. Apresentava sempre na escola ou na igreja.

Comecei a fazer dublagem de músicas no colégio. Minha escola sempre me influenciou muito na arte. Sempre tinha essas peças de final de ano, de encerramento, aí eu sempre dublava. Eu cantava o hino também. Já cantei todos os hinos que você puder imaginar! Decorava tudo certinho e cantava lá na frente de todo mundo.

UOL CRIANÇAS: Então não era tímido...
THIAGUINHO: Era muito! Mas como eu gostava muito, me envolvia e acabava superando.

UOL CRIANÇAS: Tem alguma travessura que você fez e nunca esqueceu?(Atenção, crianças, não façam isso em casa!)
THIAGUINHO: Tem várias. Eu era quieto, mas já aprontei muito. Eu sempre fui uma criança muito “azarada”. Todo mundo fazia as coisas e quando eu ia fazer igual dava tudo errado.

Eu gostava de fazer pipoca quando eu era criança. Uma vez eu fui fazer e queimei o armário de casa. Depois quis falar que não tinha sido eu. Também já quebrei o vidro do carro do meu pai, uma vez chegando da escola. Eu fui fechar a porta e quando bati, o vidro caiu e quebrou inteiro. Minha mãe só foi saber do que aconteceu há pouco tempo. Na época eu contei que quando eu cheguei o vidro já estava quebrado.

UOL CRIANÇAS: Do que mais sente falta da vida de criança?
THIAGUINHO: Dos tempos da escola. Eu estudei minha vida inteira em uma escola só, do maternal até o terceiro ano do colegial. Era uma turma muito unida, a gente ia muito uns na casa dos outros. Até na música era assim. Alguns nem gostavam tanto, mas eu acabei arrastando pra fazer parte de banda de pagode junto comigo. Eu sinto muita falta disso. A catequese a gente também fazia junto. O último dia de aula da escola foi um dos mais tristes da minha vida!

UOL CRIANÇAS: Que mensagem você daria para as crianças aproveitarem a infância?
THIAGUINHO: Aproveitem de verdade o “ser” criança. Hoje em dia eu vejo muita criança que quer ser adulta. Isso dá pra perceber até no jeito de se vestir. O conselho que eu daria para um filho meu é pra aproveitar muito porque a vida é muito difícil, às vezes até triste. A vida é muito diferente de como a gente imagina quando é pequeno. A gente pensa “quando eu crescer eu vou ser assim, quando eu crescer tudo vai ser lindo”...e às vezes não vai ser bem assim. É difícil.

Ser criança é um tempo diferente pra caramba, é um tempo inocente da vida, onde você tem a real oportunidade de conhecer pessoas puras, de fazer coisas que de vez em quando acerta, às vezes erra, mas você faz de coração aberto. Uma época que, com certeza, marca demais a vida da pessoa. O conselho que eu dou é esse: seja criança de verdade. Brinque como criança, tenha responsabilidade com os estudos. De resto, os pais devem deixar os filhos livres, deixar cair, ralar o pé na pedra, brincar com os amigos. Enfim, deixar a criança feliz.

Aproveite o hoje!

::VEJA MAIS FOTOS E HISTÓRIAS DE INFÂNCIA DE GENTE QUE A CRIANÇADA CURTE:

Veja mais

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host